League of LegendsBolsas e créditos educativosQuero meu FIESPravalerEbradi

GRADUAÇÃO

Cursos

Modalidade
Presencial
Duração
10 semestres
Início das aulas
2017

Apresentação

13083090_1778453865710137_8141051078549853590_n_775

 

O curso Bacharelado em Engenharia Mecânica é reconhecido pelo Mec através da Portaria 1.354

de 10/09/09 D.O.U. de 15/09/09. 

 

O engenheiro mecânico projeta, instala, mantém, otimiza e opera sistemas mecânicos, termodinâmicos, eletromecânicos, de estruturas e elementos de máquinas, desde sua concepção, análise e seleção de materiais, até sua fabricação, controle e manutenção. O seu trabalho está presente nas mais diversas atividades do dia a dia do ser humano. Costuma trabalhar com engenheiros eletricistas, de materiais, de produção e de automação e controle, na montagem e automação de sistemas, na manutenção de aeronaves e na indústria de eletroeletrônicos.De forma generalista, atua no desenvolvimento de projetos de sistemas mecânicos e termodinâmicos.

Esta diversidade tem como consequência a possibilidade destes profissionais exercerem funções bastante distintas.

Áreas de conhecimento do engenheiro mecânico formado na UNISOCIESC

No decorrer de curso de graduação em Engenharia Mecânica, o futuro profissional adquire conhecimento nos mais diversos campos do saber, entre eles:

Projeto - desenvolvimento de produto, ferramentais, moldes, matrizes, máquinas, equipamentos e instalações industriais;

Manufatura - Processos de fabricação por usinagem, manufatura auxiliada por computador (CAD/CAM/CNC), Processos de transformação mecânica e metalúrgica - fundição, laminação, trefilação, estampagem, forjamento, injeção, soldagem, tratamentos térmicos de materiais de engenharia, entre outros

Sistemas Térmicos - conversão, refrigeração, geração e cogeração de energia, projeto de máquinas térmicas e hidráulicas, sustentabilidade.

Gestão - gerenciamento de projetos, processos, recursos, pessoas, gestão ambiental, gestão de negócios.

O Curso de Engenharia Mecânica da UNISOCIESC tem como diferenciais a engenharia integrada por computador em áreas, tais como: projeto mecânico, processos de usinagem, conformação mecânica e soldagem, através de uma sistemática de atividades práticas realizadas em modernas instalações de laboratório.

Organização Curricular

Carga horária: 4.480 horas/aula (carga horária sujeita a alteração).


Duração: 10 semestres

Período: Matutino (8h15 às 11h50)
             Noturno (19h às 22h30)

Local: Campus Boa Vista

Mercado de trabalho:
• Indústrias de base: mecânica/metalúrgica, siderúrgica, mineração, química; indústria petrolífera: extração e refino, petroquímico, gosodutos, oleodutos, etc.
• Indústrias de transformação: plástico, têxtil, construção civil, calderaria, etc;
• Indústrias de produtos destinados diretamente ao consumidor: alimentos, eletrodomésticos, eletro-eletrônicos, brinquedos, etc
• Produção de veículos: automóveis, ônibus/caminhões, trens/metrô, auto-peças, construção de estradas/barragens, etc;
• Produção de maquinas e equipamentos: tratores, maquinário pesado, máquinas agrícolas, máquinas térmicas, máquinas de elevação e transporte,Setor de instalações de conversão de energia, tais como: hidroelétricas e termoelétricas, instalações de ar condicionado, de geração de vapor, frigoríficas, etc;
• Serviços de engenharia, tais como: consultoria, treinamento técnico, perícia, auditorias, etc.
• Pesquisa e desenvolvimento: produto, processos, tecnologia, meio ambiente, sustentabilidade, ensino técnico e superior.

Principais atividades:
Área de projeto: concebe, desenvolve e executa o projeto de máquinas, equipamentos, componentes mecânicos, ferramentais, dispositivos mecânicos, estruturas metálicas, produtos e instalações industriais em geral.
Área de fabricação: desenvolve processos, ferramentas e meios para fabricar máquinas e produtos, gerencia e administra a manufatura.
Área de serviços: utiliza competências técnicas e gerenciais voltadas às atividades de compra, venda, marketing e assistência técnica de produtos e processos de alta tecnologia.

Coordenador do Curso:
Fabiano Peixoto

Contato:
E-mail: fabiano.peixoto@sociesc.com.br

Telefone: (47) 3461-0250

Mais informações:
Central de Atendimento: (47) 3512-3100 - de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h
Campus Boa Vista: (47) 3461-0243 - de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 22h

 


 

grade_01

Grade

Curricular

docente_02

Corpo

Docente

laboratorio_01

 Laboratórios

 

valor_01

Investimento

R$ 1.512,00*

facebook-logo

Rede Social

 

 

* Válido para 2018/1 - Sempre que pago até à data do vencimento, terá 5% de desconto *     


 

Inscrições

         edital acompanhe_03

                                                

- Centro Universitário Sociesc - JOINVILLE - Matrículas


 

Foco do Curso

A definição do "foco" do curso busca o alinhamento entre as diversas atividades do curso de Engenharia Mecânica do Centro Universitário Tupy/UNISOCIESC. Entre elas:

- Projetos do Curso, Iniciação Científica e Extensão, TCC e Mestrados, Escola Técnica Tupy, Aulas Práticas, Parcerias com empresas, Investimentos, entre outros.

 

Definição do Foco do Curso

 1.Projetos Mecânicos Auxiliados por Computador

2.Planejamento e Otimização de Processos de Fabricação

3.Manufatura de Formas Complexas Aplicadas a Ferramentais de Processo

 

Pontos Fortes grade 2009

• Projetos mecânicos

• Processos de fabricação

• Sistemas térmicos e fluidos

• Gestão de processos

 

  Disciplinas Exclusivas grade 2009/01

• Engenharia Integrada por Computador

• Manufatura Integrada por Computador

• Projeto de Moldes e Matrizes

• Projeto Integrado de Engenharia I, II e III

• Eletivas I e II

 

  Foco dos Projetos Integradores

I – Metodologia de Projeto: 4º sem

II – Planejamento de Processo de Fabricação: 6º sem

III – Projeto de Máquinas e Equipamentos: 8º sem

 

  Foco das Disciplinas Eletivas

• Mecânica da Fratura

• Tópicos Especiais em Manutenção Industrial

• Tópicos Especiais em Engenharia Mecânica

• Gestão da Tecnologia e da Inovação

 

Vocação Regional Norte-Nordeste Catarinense

• Núcleo de Ferramentarias e Usinagem

• Transformação de Polímeros

• Produção de Bens e Serviços

• Conformação Mecânica

• Fundição

• Refrigeração

• Máquinas Elétricas

• Indústria Moveleira e Têxtil, entre outros.


 

O Brasil precisa de engenheiros. Um desafio e tanto.

O Brasil precisa de engenheiros. Um desafio e tanto: formar estes profissionais.

O crescimento econômico divulgado pelos governantes e empresas diante dos desafios do petróleo no pré-sal, do crescimento imobiliário, e dos eventos mundiais - Copa do Mundo e Olimpíadas - fazem com que o Brasil sofra pela falta de profissionais de engenharia.

Uma pesquisa realizada pelo Instituo Mauá de Tecnologia confirma que os cursos de engenharia ocupavam a 3ª colocação em número de matriculados em 1996, e que em 2006 ocupava somente a 16ª colocação. A pesquisa afirma que a formação de novos engenheiros em 2011 foi de 35.000, e deveria ser de 65.000 para atender a demanda do mercado e o desenvolvimento do país. Um segundo estudo realizado pelo Ministério da Educação em dez/2011 afirma que o Brasil precisa triplicar o número de engenheiros graduados nos próximos 20 anos.

O profissional de engenharia é o responsável pelo desenvolvimento de tecnologias, com foco em novos processos e produtos, mantendo o mercado brasileiro tão competitivo quanto os demais mercados mundiais, oportunizando a melhora da qualidade de vida de toda uma população que almeja a sofisticação de produtos e serviços.

A formação deste profissional torna-se um desafio quando se observa a evasão (alunos que abandonam o curso). Conforme a Confederação Nacional das Indústrias CNI, a evasão é em média, maior que 50% nos cursos de engenharia, revela pesquisa de agosto/2010.

Diante do contexto desafiador, nós engenheiros e educadores, idealizamos promover o aprendizado de nossos acadêmicos de modo inovador, incentivando à procura pelo conhecimento, provendo a aplicação das teorias em estudos de casos reais e práticos. Trazer para sala de aula o incentivo e motivação ao aluno é um de nossos maiores desafios.

As estratégias de ensino utilizando-se de projetos específicos em cada área de atuação da engenharia fazem com os alunos despertem ainda mais seus interesses pelo curso escolhido, e os motivem em continuar a estudar, mesmo diante das dificuldades e desafios. Um exemplo do ensino por projetos pode ser visualizado no curso de Engenharia Mecânica do Centro UniversitárioTupy, onde alunos do curso desenvolvem um carro off road e participam da Competição Nacional BAJA SAE Brasil há 05 anos. Os resultados de 2012 inserem a equipe CISER IST BAJA SAE entre as 10 melhores do Brasil e primeira equipe BAJA do Sul do Brasil.

Prof.º Marcelo Teixeira dos Santos

marcelo.teixeira@sociesc.org.br

Coordenador do Curso de Engenharia Mecânica
Centro Universitário Tupy
UNISOCIESC


 

Membros do Colegiado e NDE

Os cursos da UNISOCIESC, representados por seus gerentes de ensino, nomeiam através de portarias uma equipe para compôr os membros do colegiado e os membros do Núcleo Docente Estruturante de cada curso oferecido pelo centro universitário. Confira no anexo abaixo a portaria de nomeação dos membros do colegiado e NDE do curso.


 

Extensão / Projetos

Projetos de Extensão:


 

IX Semana Acadêmica de Engenharia e Tecnologia Mecânica Unisociesc sediou o 1º Encontro Tecnológico Brasil-Alemanha

Conteúdos de Inovação e Tecnologia para o mundo contemporâneo

Entre os vários temas relevantes quem participou do evento teve o privilégio de aprender sobre a “Produção BMW pelo mundo, modelos e estatísticas” diretamente com o Presidente da BMW da América Latina, Gerald Degen; as “Estratégias tecnológicas e a inovação aberta” com o Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Embraco, Marcio Schissatti; as “Novas tecnologias para redução do consumo de combustíveis” com o Vice-presidente de Operações da WETZEL, José Claudio Macedo Cardoso; a “Inovação e tecnologia em fundição e usinagem alinhadas às demandas de mercado”, com o Diretor de Engenharia de Produtos e Processos da Fundição Tupy, Cassio Luiz Francisco de Andrade. Além disso, as “Oportunidades na Alemanha - Programa Ciência sem Fronteiras”, com Coordenador do DAAD - Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico.

“O evento promove a integração entre os acadêmicos, os professores, os pesquisadores e os representantes da indústria por meio do conhecimento. É uma grande oportunidade para disseminar e fomentar as recentes práticas de inovação tecnológica praticadas no Brasil e na Alemanha, apresentadas por pesquisadores e gestores de renome de empresas multinacionais, tudo isso aberto à comunidade gratuitamente”, afirmou o coordenador dos cursos de Engenharia e Mestrado em Mecânica do Unisociesc, Prof. Dr. Marcelo Teixeira dos Santos.

Saiba mais sobre a VDI:

A VDI-Brasil, Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha, que foi fundada em 1956 em São Paulo, é um competente centro para o esclarecimento de dúvidas tecnológicas e incentiva a cooperação tecnológica entre o Brasil e a Alemanha. Na Alemanha, a VDI, que é reconhecida mundialmente, tem mais de 150.000 associados físicos e é a maior associação tecnológico-científica.

3_074_02

5_027_03

 


 

Estrutura Laboratorial dos Cursos de Engenharia

O Curso de Engenharia Mecânica do UNISOCIESC dispõem de uma série de laboratórios como forma para contribuir  no desenvolvimento das competências profissionais do Engenheiro Mecânico, entre eles:

 Hidráulica e Pneumática Industrial – permite ao estudante o contato com os elementos hidráulicos e pneumáticos utilizados em máquinas e equipamentos industriais por meio de bancadas didáticas, objetivando o desenvolvimento de tarefas que envolvem o funcionamento dos mesmos. Ainda permite a interface com sistemas de simulação computacionais, com o uso do software Automation Studio.

 Fenômenos dos Transportes – baseado nos conceitos de termodinâmica, mecânica dos fluídos e máquinas térmicas, os estudantes desenvolvem experimentos relacionados à  quantidade de movimento, calor e massa.

 Fabricação I – equipado com máquinas operatrizes convencionais como fresadoras universais, tornos horizontais e retíficas, possibilita o contato do estudante com o funcionamento dos mesmos por meio de práticas de  usinagem e desenvolvimento de projetos. O laboratório integra as disciplinas de Processos de Fabricação I e Projetos Integradores do curso de Engenharia Mecânica.

Fabricação II – o laboratório dispõem de  centros de usinagem e torneamento CNC, equipamentos de alto nível tecnológico destinados à usinagem com elevada precisão dimensional e repetibilidade no processamento de peças das mais variadas geometrias e materiais. Nele, o estudante desenvolve programas de usinagem computadorizado, além de aplicar conceitos de engenharia integrada por computador utilizando softwares como WinNC e Unigraphics NX.

 Manutenção Industrial – desenvolvimento de montagem, manutenção, detecção de desgastes e defeitos, além de testes de funcionamento de dispositivos mecânicos.

 Sistemas Flexíveis de Manufatura – prática simulando linha de produção. Possui centros de usinagem e torneamento CNC, um braço robótico e um sistema de armazenamento inteligente. O estudante aplica conhecimentos teóricos de engenharia integrada por computador e gestão de produção, utilizando o software Unigraphics NX.

 Metrologia – práticas de medição com instrumentos presentes na indústria atual, como paquímetros, micrômetros, projetores de perfil, máquinas de medir por coordenadas, entre outros. O estudante aplicará conceitos básicos de medição, seus padrões, métodos de erros, além de aplicar conceitos de qualificação de produtos por meio de método estatístico.

 Soldagem – permite o contato do estudante com os principais processos de soldagem utilizados na indústria metalmecânica, como eletrodo revestido, MIG/MAG, TIG, arco submerso e oxiacetileno.

 Química – o laboratório de química tem a infraestrutura necessária à realização das aulas das disciplinas de Química Geral.

Tratamento Térmico – utilizando uma planta industrial, podem ser realizados os principais tratamentos térmicos aplicados aos aços e ferros fundidos como recozimento, normalização, têmpera, revenido e tratamentos superficiais, onde as modificações microestruturais introduzidas produzem significativas alterações do comportamento mecânico destes materiais.  Integra as disciplinas de Ciências dos Materiais,  Tecnologia dos Materiais II, Comportamento Mecânico dos Materiais, Processos de Fabricação I, II e III e Projetos Integradores.

Microscopia Ótica – este laboratório permite efetuar análises de caracterização microestrutural em materiais metálicos e não metálicos. O laboratório dispõe de sistema de preparo de amostras metalográficas e microscópios óticos.

Caracterização Mecânica – neste laboratório são aplicados métodos padronizados por normas técnicas para a determinação de propriedades mecânicas, fundamentais para a escolha adequada dos materiais a serem empregados  no desenvolvimento de um projeto mecânico.  Nele podem ser realizados ensaios como dureza, resistência a tração, compressão, torção, flexão e impacto.

 Transformação de Polímeros –  o estudante aplica os conhecimentos relacionados a conformação de polímeros como injeção, extrusão, termoformagem e sopro.

 Física – o laboratório de física tem a infraestrutura necessária à realização das aulas das disciplinas de Física I, II e III.

 Informática – o curso utiliza vários laboratórios de informática industrial equipados com os seguintes softwares: MSProject,  Dev C++,  MatLab,  Unigraphics NX6,  PowerShapePowerMill, SolidWorks, MiniTab, TurboC++, Ansys, CFX.

 

 


 

Notícias

 06/05/2016 - Visita dos Acadêmicos ao FEIMEC

13083090_1778453865710137_8141051078549853590_n_775_01 

 05/05/2016 - Visita Whirlpool

Alunos de Eng Mec da UNISOCIESC visitam Casa de Máquinas da empresa Whirlpool. Caldeiras, bombas, compressores, tancagem.
Agradecemos a Alberto L Sgrott pela visita.

13083090_1778453865710137_8141051078549853590_n_775_02

04/05/2016 - Semana Acadêmica 2016

 O sr. Rodrigo Rotondo apresentou o sistema para o Gerenciamento de Ativos e da Manutenção. Além de apresentar os conceitos demonstrou as potencialidades do software que a Wert Solutions desenvolveu para a função da gestão da manutenção em tempo real.

13062344_1780076668881190_401033725746344434_n_77513174209_1780076762214514_6256039406486745034_n_775

                          sem_ttulo_04

Também no dia 04/05/2016, Aconteceu a palestra sobre Gestão de ativos e apresentou as soluções para manutenção de sistemas de refrigeraçãode, ministrada pelo Eng. Paulo Jaci Pereira Perere, da Tecnológica - Conforto Ambiental.

13174209_1780076762214514_6256039406486745034_n_775_0113102707_1780063535549170_5595314034619375503_n

03/05/2016 - Palestra "Carreira em Gerenciamento de Projetos"

A palestrante Daniella Zibordi palestrou sobre plano de carreira nas organizações e como profissionais das áreas da Engenharia podem desenvolver-se num ambiente corporativo. A palestrante deu como exemplo o inicio da sua vida profissional, quando foi contratada para trabalhar na empresa de RH de seu pai, e que desde então seguiu aperfeiçoando-se até engajar-se como profissional em Gerenciamento de Projetos, área em que hoje atua. "O importante é seguir estudando e aperfeiçoando-se constantemente", destaca Zibordi. Daniella Zibordi.

 13174209_1780076762214514_6256039406486745034_n_775_05

 

Visita Técnica a ARCELOR MITTAL-VEGA 

Paralelamente aos eventos na UNISOCIESC, referentes a Semana Acadêica, estão acontecento visitas técnicas em empresas da região. Onde alunos do curso de Engenharia Mecânica estiveram visitando a ARCELOR MITTAL-VEGA. A visita foi organizada pelo Prof. Ewandro José de Souza. Que ocorreu no dia 03/05.

13174209_1780076762214514_6256039406486745034_n_775_02

02/05/2016 - Semana Acadêmica das Engenharias 2016

A Semana Acadêmica dos Cursos de Engenharia, Tecnologias e Arquitetura da UNISOCIESC de 2016, que acontece em Joinville do dia 02 à 04 de Maio, no campus Boa Vista, tem como tema central a Inovação Tecnológica. Os acadêmicos terão atividades intensas, entre mini cursos, palestras, desafio acadêmico, visitas às empresas e feiras em São Paulo.

O tema da Inovação Tecnológica surge de maneira transversal e complementar na formação de nossos profissionais das engenharias. Num momento de turbulência que o mercado brasileiro atravessa é importante mostrarmos para os acadêmicos a experiência de profissionais com uma bagagem de conhecimento e práticas positivas, que ajudam a gestão de seus projetos diante deste cenário. Assim nos encontraremos com expoentes da indústria regional e nacional, à frente de setores como o metalomecânico, plástico, ou da construção civil.

O desafio da engenharia mecânica deste ano será lançado pela Defesa Civil da cidade de Joinville será para os alunos da primeira à quinta fase. A Defesa Civil desafia nossos acadêmicos da engenharia mecânica a criar dispositivos para a prevenção e alerta de catástrofes. Esses projetos demandarão muita criatividade de seus participantes.

Paralelamente os alunos do nono período nos brindarão com a apresentação dos projetos de seus trabalhos de conclusão de curso. Os temas trazem uma forte abordagem técnico científica para soluções inovadoras para a área da industrias em áreas como a térmica, processos de fabricação, novos materiais, desenvolvimento de máquinas, sistemas automotivos, entre outros.

Assim este comitê da Semana Acadêmica de 2016 busca mostrar um pouco da capacidade que os alunos dos cursos de engenharia são capazes em desenvolver sistemas, debater temas de inovação e empreendedorismo nas organizações, tanto quanto temas tecnológicos.

Convidando a comunidade, estudantes e professores para esta troca de experiências na promoção da inovação tecnológica.

 Palestra de Abertura da Semana Acadêmica

Palestra de abertura "A Inovação como Diferencial para a Globalização", ministrada pela Profa. Dra. Maria Teresa Bustamante. Realizado no dia 02/05.

13124680_1779230205632503_4070215211359566454_n

Visita às instalações da empresa Volkswagen Audi

 Na visita técnica às instalações verificou-se o processo de estampagem progressiva de chapas de aço, seguida da montagem dos elementos constituintes: chassi, capô, laterais e portas. Esta montagem é chamada de armação e é totalmente robotizada diante das inúmeras etapas de soldagem existentes. Na montagem final todos os elementos do automóvel são montados progressivamente, partindo do chassi básico até os testes finais com os carros já prontos.

A visita ocorreu na tarde do dia 10 de setembro com o acompanhamento dos professores Ewandro J de Souza, Newton N T Faraco, Silvio Sell e Alexandre Ferreira.

audi_775

Visita técnica empresa Granaço

 

Ocorreu no dia 27 de março no período matutino.

Turmas envolvidas: EGM151.

Com o objetivo de compreender o funcionamento de uma empresa de fundição de peças de aço e ferro fundido branco, tratamentos térmicos, usinagem, laboratório metalográfico / ensaios mecânicos.

Acompanhou a visita o Prof. Max Hermann.

quadro_fotos_1032

Gincana dos Calouros

Calouros de Engenharia Mecânica das turmas EGM311 e EGM312 na Gincana dos Calouros que aconteceu no dia 07 de abril no campus Boa Vista!

banner_fotos_1040_775

Apresentações dos Projetos Integradores EGM 2013-02

Ocorreu dia 11/dez as apresentações dos Projetos Integradores I, II e III, bem como a disciplina de Introdução a Eng Mecânica.

Os projetos desenvolvidos nas disciplinas de Projeto Intengrado I, II e III, no 4º, 6º e 8º semestres respectivamentes, foram apresentados a comunidade acadêmica e banca de professores. Os temas abordados foram: Projeto de Dispositivo de Elevação, Planejamento de Processos de Fabricação e Projeto de Moldes de Injeção de Plásticos.

Na disciplina de Introdução a Eng Mecânica, logo no 1º semestre também aplicou a metodologia de projetos e apresentaram seus trabalhos.

Os professores Luis Cesar Torres, Vandro L dos Santos, Heber Castro Silva, Écio Molinari e Ewandro J de Souza orientaram os trabalhos durante o semestre e formaram a banca de avaliação.

A metodologia aplicada neste semestre foi o PBL - do inglês Learning Based Problem, adaptado para Aprendizagem Baseada em Projetos.

Os alunos foram divididos em grupos de trabalho, e cada qual recebeu seu projeto no início do semestre. Estudos iniciais de delimitação do tema, contexto e cenário, definição de público e tecnologias aplicadas, geração de alternativas e definição do préprojeto foram realizados. Em seguida o projeto definido foi amplamente detalhado e desenvolvido.

O aprendizado dos alunos e a aplicação da metodologia foi o ponto mais importante na opinião dos alunos. Trabalhar tal qual um engenheiro mecânico trabalha foi o destaque apontado por todos os alunos.

A realidade do dia-a-dia do engenheiro aplicada em sala de aula fortalece a formação dos alunos da UNISOCIESC afirmam os professores orientadores.

pbl_1

pbl_2

pbl_3

 

 

pbl_4

pbl_6pbl_7 

VISITA A URBANO AGROINDUSTRIAL

Ocorreu na sexta-feira dia 22/11/2013, das 08h30 às 11h00.

Turmas envolvidas: EGM171 e EGM121. Total 15 alunos.

A visita ocorreu na unidade da empresa Urbano Agroindustrial em Jaraguá do Sul, e teve como objetivo a visualização dos sistemas de geração de vapor e co-geração de energia elétrica.

Os alunos puderam entender na prática como ocorre a geração de vapor em caldeiras flamotubulares e aquatubulares.

Também visualizaram a co-geração de energia elétrica através de uma turbina a vapor.

Acompanhou a visita o prof. Ewandro J de Souza.

 celular_103_775

MINICURSO OTIMIZAÇÃO DE MOTORES AUTOMOTIVOS

Ocorreu no sábado dia 23/11/2013, das 09h00 às 17h00.

Turmas envolvidas: todas as turmas do curso de EGM e insstituições citadas abaixo. Total 80 participantes.

Entidades representadas por alunos: UFSC CEM, SENAI Jaraguá do Sul, Univali, Assessoritec.

O minicurso foi realizado pelo Eng Rodolfo Perdomo, coordenador do curso de EGM na Universidade Tuiuti em Curituba, e abordou o tema preparação de motores para alto rendimento, curvas de rendimento, ajustes de sistemas automotivos.

Acompanharam o minicurso os profs. Ewandro J. de Souza e Daniel Kohls.

celular_104_775

 

 

 


 

IV Simpósio Internacional: A indústria do Futuro

A UNISOCIESC - Centro Universitário Tupy juntamente com a VDI – Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha promoveu o IV Simpósio Internacional: A indústria do Futuro, que aconteceu no dia 22 de Maio de 2014, das 13h00min às 18h00min, na UNISOCIESC – Campus Marquês de Olinda. 

A programação do evento contou com apresentações de importantes institutos e empresas da Alemanha, como Instituto Fraunhofer, Stauten Táktica, Universidade de Aachen, e mesa redonda com as empresas Mercedes-Benz, Kuka Roboter do Brasil, Volkswagen do Brasil.

Conteúdo Relacionado

Imagens


 

Projeto Maratona Universitária de Eficiência Energética

O projeto Maratona Universitária de Eficiência Energética da Unisociesc tem sua equipe formada por alunos da Engenharia Mecânica e Engenharia Química para participar da 12ª edição da Maratona Universitária que será realizada de 27 de julho a 2 de agosto de 2015

Na etapa de 2014 mais 500 estudantes estiveram a São Paulo para a 11ª Maratona Universitária da Eficiência Energética, 48 universidades de 10 Estado, com 73 protótipos movidos a etanol, gasolina ou eletricidade. A maratona foi um dos eventos da Le Mans 6 Horas de São Paulo.

foto_alunos_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A equipe CV da Unisociesc participou com dois protótipos, um movido a gasolina e outro protótipo elétrico.

foto_1 foto_2 foto_3_775

foto_4_775 foto_5_01

 

A participação só é possível devido ao apoio da Unisociesc, Minipa, Metalúrgica Rio Sulense, Branco entre outras empresas que apoiam o projeto.

 

logo_1

logo_2

logo_3


 

Visitas Técnicas

Alunos de Engenharia Mecânica visitam a KRONA

OBJETIVO: Conhecer e identificar os processos fabris da empresa, bem como caracterizar as tecnologias utilizadas nos equipamentos.

O professor Reinaldo Mota, do curso de Engenharia Mecânica, acompanhou a turma de alunos da EGM391 na visita técnica a empresa KRONA.

Os alunos puderam verificar in loco os processos de fabricação dos produtos KRONA, bem como as tecnologias aplicadas em seus equipamentos.

A disciplina ministrada pelo professor Reinaldo chama-se Sistemas Hidráulicos e Pneumáticos, e a forma de ensinar de modo claro e objetivo aos alunos foi através de uma visita técnica, haja visto que os equipamentos de extrusão e injeção aplicam em seus mecanismos ar comprimido e óleo hidráulico.

Desta forma os alunos visualizam na prática e podem entender de modo pleno as teorias de automação pneumática e hidráulica vistas em sala de aula.

 

img_5581_775img_5590_775img_5591_775


 

Iniciação Científica


A iniciação científica tem como um dos objetivos proporcionar ao acadêmico, através do apoio de um professor qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa, incentivando os acadêmicos a alcançarem uma visão crítica e criativa, além de disseminar a idéia de continuidade da formação, qualificando quadros para os programas de pós-graduação.

Os projetos de IC tem sua continuidade nos Trabalhos de Conclusão de Curso, onde cada aluno individualmente desenvolve ao final do curso de graduação, com apoio da instituição e de seu professor orientador.


 

Parceiros:

Banners

Instalar Adobe Flash PlayerEste site utiliza recursos do plugin Adobe Flash. Clique no botão ao lado para instalar.